sábado, 14 de dezembro de 2013

PENSAMENTO DE SANTO AGOSTINHO...

Santo Agostinho, o filósofo da Igreja Católica, primeiramente maniqueísta e depois cristão, nascido Aurélio Agostinho (em latim: Aurelius Augustinus), natural de Hipona, conhecido como Santo Agostinho (Tagaste, 13 de novembro de 354 - Hipona (Argélia), 28 de agosto de 430), foi um bispo, escritor, teólogo, filósofo é um Padre latino, também Doutor da Igreja Católica. Na morte de sua mãe, quando de volta à sua terra natal doou todo seu patrimônio aos pobres. É de sua autoria o pensamento: “pela Justiça entregamos a cada um o que é seu; pela caridade damos aos outros o que é nosso”. Todavia, Santo Agostinho não se referia à caridade na concepção que se tem hoje o neoliberal capitalismo. O mesmo se referia à caridade como uma filosofia social para que o mundo fosse melhor e mais distributivo, ou seja, repartir maior e melhor as necessidades básicas de uma população, isto é, o acesso ao alimento, à assistência médica de qualidade, a habitação digna etc., mas principalmente ao maior “poder aquisitivo” mediante bons empregos e patrões solidários e bondosos com seus servos para que o Estado não tivesse que fazer tudo. A cultura da esmola e do óbulo é o predomínio neste modelo para justificar que a “liberdade total é melhor do que a pobreza, mesmo que eternizada”. (Veronesi,I.)      
 

Um comentário:

  1. Alguém discorda de mim? Por favor, então se manifeste. Grato. Veronesi

    ResponderExcluir