domingo, 24 de outubro de 2010

O ESBULHO JAMAIS SERÁ ESQUECIDO...

Pensamento do dia 24-10-2010
Será que todo mundo já refletiu sobre as péssimas condições sociais, materiais e psicoespirituais do povo haitiano. Por que o mundo tem seu foco só em cima dos efeitos presentes, nunca analisando as verdadeiras causas dos grandes males terrenos? Será que os defensores do modelo botaram a “mão na consciência” para refletir que os povos do mundo inteiro já sabem quem são os “verdadeiros algozes” dos paíseis pobres? Basta que nós rememoremos à história daquela pobre ilha para constatarmos que a mesma foi colonizada e dominada pela França durante mais de 130 anos, ou seja, desde 1.776, nunca tendo organizado uma verdadeira democracia, já que essa não era a sua intenção. Entre a deposição do último ditador francês, Jean-Pierre Boyer em 1.830 e a invasão dos norte-americanos para cobrar a “Dívida Externa”, foram 21 governantes que morreram tragicamente. Os norte-americanos tomaram de assalto a Ilha, devastaram-na e lá ficaramdurante 30 anos, isto é, de 1905 até 1934 sem nada construirem, mas tão somente mediante o domínio de seus poucos recursos. O escritor uruguaio Eduardo Galeano conta com rara riqueza de detalhes a dramática história da Ilha através de seu famoso relato que lhe intitulou La Maldición Blanca de 04 de abril de 2004 no Jornal Buenos Aires, p.12. Agora eu pergunto ao mundo, não seria melhor que as nações "mais adiantadas" respeitassem a soberania dos Governos da Ilha apenas ajudando a seguirem o seu digno destino, do que 200 anos depois, após serem vitimados por um terrível terremoto, ter que acudí-los com espórtulas como que movidos por forte sentimento de remorso. (Veronesi, I.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário